Histórico

ÁGUAS DE SÃO PEDRO

Uma cidade diferente.

 

ÁGUAS DE SÃO PEDRO é a única cidade brasileira projetada e construída com a finalidade de ser uma estância hidromineral. Aqui, nada é fruto do acaso, mas sim conseqüência de moderno e inovador projeto visando sua implantação.  

Seu fundador, Dr. Octavio Moura Andrade, contratou o IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas (hoje USP)  –  para analisar as águas minerais descobertas  acidentalmente em pesquisas de petróleo realizadas pela Secretaria da Agricultura do Governo do Estado de São Paulo, no município de São Pedro, entre 1.920 e 1.923. 

Durante quatro anos os técnicos desse afamado Instituto realizaram repetidas análises, até a elaboração do laudo final, publicado em seu Boletim nº 28, de outubro de 1.940, assegurando a constância das características físico-químicas das mesmas.

Em 1.936 submeteu os resultados das primeiras análises à apreciação do Prof. Dr. João de Aguiar Pupo, então Diretor da Faculdade de Medicina de São Paulo, que elaborou extenso trabalho com as precisas indicações e de como utilizar as águas.

Diante do valor dos elementos químicos revelados pelas análises e suas indicações no tratamento de moléstias apontadas pelo Prof. Aguiar Pupo, resolveu pela implantação da estância.

Para tanto, além de comprar cerca de 1.600 hectares ao redor das fontes, contrata o eng. Jorge de Macedo Vieira para elaborar o projeto de uma nova cidade no município de São Pedro, distante de sua sede cerca de 8 kms. Assim, esse afamado profissional pode criar o projeto de uma cidade voltada exclusivamente para o bem estar de seus futuros habitantes. 

O saneamento foi confiado ao Escritório Técnico Saturnino de Brito, do Rio de Janeiro, que orientou a implantação dos serviços de água potável, da represa à estação de tratamento e reservatório, além da rede de distribuição, as redes de esgotos sanitários e de galerias de águas pluviais, além do saneamento das áreas circunvizinhas à Estância, de modo a se evitar pernilongos, mosquitos e outros insetos nocivos ao homem. 

Tudo realizado pelo Dr. Octavio Moura Andrade.  

Portanto, a principal característica de ÁGUAS DE SÃO PEDRO é seu projeto completo e inovador, criado por essa notável equipe contratada pelo fundador da estância, para criar a cidade que hoje é reconhecida entre as primeiras em qualidade de vida do Brasil. 

Ao inaugurar o Grande Hotel São Pedro em 25 de julho de 1.940, Dr. Octavio Moura Andrade fundou a Estância. O município foi emancipado de São Pedro em 1.948. Os trabalhos de desenvolvimento da nova cidade foram por ele acompanhados até sua morte em 1º de dezembro de 1.972.  

Um dos aspectos mais importantes da nova cidade é a extensão da área verde assim definida no projeto urbanístico, com quase um milhão e meio de metros quadrados, que foram reflorestados e urbanizados por Dr. Octavio Moura Andrade, o que garante aos moradores a qualidade do meio ambiente. 

A ONU pede que as cidades tenham 16 m² de área verde por habitante. Em ÁGUAS DE SÃO PEDRO, mesmo que consideremos um futuro com 10.000 habitantes, mais de três vezes a população atual, ainda teremos 145 m² de área verde por habitante, ou seja, nove vezes mais que o recomendado.  

E esta é apenas uma de nossas diferenças.